terça-feira, 22 de janeiro de 2008

?... !

Porque não me escuta?

Eu, entre sapos & grilos;

Dou pulos, piparotes & petelecos;

Mostro-te a língua;

Faço-te um filho;

Faço-te droga e te consumo;

Eu danço pra você.


Piso no teu pé!

Dedo na tua cara!

Perdigotos voadores pousam em tua blusa!

E eu...


...eu não queria mesmo.

2 comentários:

Aquela 'par', que virou ímpar. disse...

'...eu não queria mesmo!'
seria um ato de covardia bizarro não querer, mas me parece tão correto às vezes...


Quanto ao meu lá, pode ter sido coragem a minha mesmo, diante de tanta intimidação.
gracias por ler!
besos!

nate disse...

.

gadi, e eu nem sabia que além de guitar hero és poeta dos mais cheios de volúpia!

parabéns... ...great job!

abração!

nate!
______