segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Sobre profetas e limpeza urbana

Noite no meu quarto.

Porto Alegre respira:

Murmúrio que não cessa;

Mancha que não sai;

- Jesus voltará! Grita alguém na rua;

- Quem?

Um caminhão de lixo passa...

- Ele voltará!

- Quem? Jesus?

- Não, o caminhão.

O silêncio grita; raramente chega a tanto; é hora de dormir.

Um comentário:

Aquela 'par', que virou ímpar. disse...

É sempre depois que os tios do lixo passam que eu durmo em paz.
Me vêm à cabeça uma sensação de limpeza, ou de dever cumprido.
Pra no outro dia fazer e despejar mais lixos pela vida, ou simplesmente só na lixeira.
Vai saber...
Gosto do jeito que escreve :)